Patrocinadores

  • AtenuaSom
  • OWA Brasil
  • Harmonia
Vídeo Insitucional ProAcústica
Assista ao documentário do INAD SP 2017
Torne-se uma empresa associada!
Documentário Amorim Lima

Afiliações

  • ProAcústica - Afiliado ABNT
  • ProAcústica - Afiliado FIA - Federação Iberoamericana de Acústica
  • IIAV - International Institute of Acoustics and Vibration
  • I-INCE International Institute of Noise Control Engineering

Ações conjuntas em acústica

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Título | IPT e ProAcústica discutem ações conjuntas na elaboração do mapa de ruído de SP e instalação de barulhômetros
Fonte | Portal do IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas de 06/07/17
Autoria | Redação Portal
Conteúdo impresso | Acesse aqui
Conteúdo Online | Acesse aqui

IPT e ProAcústica discutem ações conjuntas na elaboração do mapa de ruído de SP e instalação de barulhômetros

Representantes da diretoria da Associação Brasileira para a Qualidade Acústica, a ProAcústica, estiveram no IPT para discutir ações conjuntas na elaboração do mapa de ruído de São Paulo e na instalação dos barulhômetros pelo Instituto na cidade de São Paulo no segundo semestre deste ano.

A ProAcústica é uma entidade sem fins lucrativos que tem por finalidade congregar empresas e profissionais ligados ao desenvolvimento da acústica aplicada no Brasil. Criada em 2010, a associação nasceu da iniciativa de um grupo que identificou a importância de divulgar à sociedade a qualidade acústica nas edificações e no meio ambiente, como fator de bem-estar e de saúde pública.

Participaram da reunião pelo IPT o diretor-presidente, Fernando Landgraf, o pesquisador Marcelo de Mello Aquilino, do Laboratório de Conforto Ambiental e Sustentabilidade dos Edifícios, e a assessora da diretoria executiva, Ely Bernardi; pela associação, o presidente-executivo, Edison Claro de Moraes, o vice-presidente de Atividades Técnicas, Davi Akkerman, e a gerente executiva, Maria Elisa Miranda.

O principal tema discutido na reunião no IPT foi a elaboração do mapa de ruído para a cidade de São Paulo, explica Aquilino: "Hoje, a ProAcústica está com um grupo de trabalho discutindo o tema, trabalhando para colaborar com o executivo e agilizar a regulamentação da Lei 16.499, que instituiu em 2016 a obrigatoriedade de implantação do mapa de ruídos no município de São Paulo. Foi proposto que participemos dos grupos da ProAcústica como convidados em reuniões com esta pauta", afirma ele.

Segundo Akkerman, a legislação aponta que a cidade deve ter um mapa de ruído e a Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento da prefeitura é a responsável por coordenar e conduzir os trabalhos de regulamentação da mesma junto ao poder executivo. "A associação está promovendo workshops sobre mapeamento de ruído, dando início às discussões sobre o assunto como forma de instrumentalizar o executivo via representantes das diversas secretarias", explica ele. "Foi criado dentro da ProAcústica um grupo de trabalho reunindo especialistas que estão contribuindo para que seja apresentada ao Executivo a melhor diretriz técnica a ser seguida quanto à metodologia e aos procedimentos para os dados de entrada mais seguros e confiáveis. A participação do IPT é importante porque contribui com seus estudos para uma plataforma de dados, que trará mais segurança técnica nas decisões a serem tomadas”.

Os dois outros temas discutidos na reunião foram a instalação dos barulhômetros, ocasião em que a ProAcústica poderia auxiliar em ações voltadas à conscientização da população, e também a execução de ensaios interlaboratoriais, que foram propostos pela associação. “Estes testes promovidos por eles ainda não têm um provedor de ensaios acreditado pelo Inmetro, por isso o IPT não está participando. A próxima rodada InterLab que a ProAcústica irá fazer será daqui a dois anos e será discutida a possiblidade da presença do IPT. Em resumo, a reunião serviu para aproximar as duas instituições. A partir de agora, é possível que trabalhemos de modo mais próximo", conclui Aquilino.

Veja também

O som que poluí. Os ruídos são a segunda principal causa de poluição no mundo

O som que poluí. Os ruídos são a segunda principal causa de poluição no mundo

É um mal invisível, mas nada silencioso. A poluição sonora é um problema que afeta as grandes cidades e provoca uma série de doenças, até mesmo as cardiovasculares. As escolas são geradoras de ruídos. Por isso, um colégio de São Paulo resolveu inovar. Fez reformas para diminuir o impacto sonoro. Um alívio para professores, alunos e vizinhos.

Em busca do mapeamento de ruídos perfeito

Em busca do mapeamento de ruídos perfeito

O engenheiro acústico, professor e consultor português José Luís Bento Coelho é uma personalidade conhecida entre os acústicos brasileiros. Para ele o mapa de ruído constitui um instrumento de gestão de saúde, de gestão urbana mas, também, um instrumento de voto. Bento Coelho já deu pareceres especializados na elaboração da carta de ruídos de Fortaleza, uma das primeiras iniciativas de mapeamento sonoro realizadas pelo Poder público no Brasil.

XXVII Encontro da Sobrac aproxima profissionais da acústica com as empresas do setor

XXVII Encontro da Sobrac aproxima profissionais da acústica com as empresas do setor

O tema deste ano foi “o som no espaço urbano” e a feira de produtos teve um número recorde de empresas da construção civil, da indústria de materiais e de equipamentos de acústica.

Notícias

Ações conjuntas em acústica

IPT e ProAcústica discutem ações conjuntas na elaboração do mapa de ruído de SP e instalação de barulhômetros


Comissão da Câmara aprova inspeção veicular em ônibus e caminhões na cidade de São Paulo

Devem ser analisados níveis de ruídos e de emissão de poluentes. Matéria ainda deve passar por mais quatro comissões


Agenda