LinkedIn Facebook Instagram Twitter Youtube

Patrocinadores

  • OWA Brasil

Afiliações

  • ProAcústica - Afiliado ABNT
  • ProAcústica - Afiliado FIA - Federação Iberoamericana de Acústica
  • IIAV - International Institute of Acoustics and Vibration
  • I-INCE International Institute of Noise Control Engineering

INAD 2020 - Venha fazer parte desta onda!
Torne-se uma empresa associada!
Lançamento Manual ProAcústica de Acústica Básica
Documentário Amorim Lima
Vídeo Insitucional ProAcústica

Aumento de barulho urbano leva cidades a procurarem soluções para mapear ruídos

06/12/2019 - 12:37

Aumento de barulho urbano leva cidades a procurarem soluções para mapear ruídos
Uma em cada três pessoas na Europa é exposta aos altos volumes durante o dia, e 20% não conseguem dormir bem pelo excesso de ruído

Fonte | Época Negócios - Tecnologia - 06/12/19
Autoria | Carla Aranha
Conteúdo online | Acesse aqui

Está mais difícil escutar. O aumento do transporte rodoviário urbano, do tráfego aéreo e do uso de máquinas faz da poluição sonora um dos principais desafios das cidades no futuro. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma em cada três pessoas na Europa é exposta aos altos volumes durante o dia, e 20% não conseguem dormir bem pelo excesso de ruído. A poluição sonora não compromete apenas o sistema auditivo, mas afeta o bom funcionamento do organismo como um todo.


                                                           Getty Image

Algumas cidades começaram a adotar medidas para controlar a barulheira. Em Kakinada, na Índia, foram instalados sensores em pontos estratégicos para detectar mudanças nas emissões sonoras. O objetivo é municiar o governo de ferramentas para limitar a circulação de veículos em determinados horários e até reavaliar os padrões do tráfego aéreo. Estações de monitoramento da empresa de tecnologia francesa Kerlink foram equipadas com sensores da indiana Oizom-  que está aproveitando para medir também a poluição do ar.


                                                               Getty Image

Em Cuenca, no Equador, a americana Libelium está conduzindo um projeto piloto parecido. “As ferramentas processam milhares de dados diariamente e facilitam a tomada de decisões para reduzir o barulho das cidades”, diz Ankit Vyas, CEO da Oizom.


Veja também

Ruído do trânsito é o maior vilão do barulho em SP

Ruído do trânsito é o maior vilão do barulho em SP

A cidade de São Paulo é a quarta no ranking mundial do barulho. O maior vilão desta estatística é o ruído causado pelo trânsito paulistano

O conforto acústico em hospitais, mais do que uma solução de arquitetura e engenharia, é um ato de cuidado com o ser humano

O conforto acústico em hospitais, mais do que uma solução de arquitetura e engenharia, é um ato de cuidado com o ser humano

A acústica hospitalar é um dos mais complexos desafios para os profissionais que atuam no setor. Amenizar os impactos da pressão sonora proveniente do entorno - na envoltória, principalmente no ambiente urbano -, ou equalizar e condicionar a acústica dos espaços, com a diversidade de usos e finalidades distintas - no convívio ininterrupto com equipamentos e sinais sonoros é algo que demanda um profundo estudo da engenharia acústica.

Inter-Noise Seul 2020 terá plataforma digital e inscrições com preços reduzidos

Inter-Noise Seul 2020 terá plataforma digital e inscrições com preços reduzidos

Uma plataforma global, digital e online para o compartilhamento de conhecimento sobre acústica é o que promete ser o 49º Congresso e Exposição Internacional de Engenharia de Controle de Ruído (Inter-Noise – Seul - 2020), que acontecerá de 23 a 26 de agosto, na Coreia do Sul.

Notícias

Manuais ProAcústica contribuem para conforto acústico em escalas arquitetônica e urbana

As publicações técnicas são ferramentas de apoio e orientação às empresas e aos profissionais do mercado de acústica, da construção civil, áreas do setor público e privado, professores e estudantes


Pandemia trouxe novo olhar sobre a morada

Artigo faz uma análise sobre o futuro do mercado imobiliário a partir das novas tendências. O home office não deve mais ser o quarto improvisado para atender a necessidades pontuais do trabalho. Ergonomia, iluminação natural e acústica, são pontos a serem considerados, num local que tende a ser cada vez mais incorporado à nova rotina.


Agenda