Patrocinadores

  • OWA Brasil
  • Harmonia
  • AtenuaSom
Vídeo Insitucional ProAcústica
Assista ao documentário do INAD SP 2017
Torne-se uma empresa associada!
Documentário Amorim Lima

Afiliações

  • ProAcústica - Afiliado ABNT
  • ProAcústica - Afiliado FIA - Federação Iberoamericana de Acústica
  • IIAV - International Institute of Acoustics and Vibration
  • I-INCE International Institute of Noise Control Engineering

Monumento às Bandeiras ganha protetor contra poluição sonora

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Título | Monumento às Bandeiras ganha protetor contra poluição sonora
Fonte | Folha de S. Paulo - 27/04/2017 Pág: Capa e B7
Autoria | Fernanda Pereira Neves
Conteúdo impresso | Acesse aqui
Conteúdo Online | Acesse aqui

Quem passa pelo Monumento às Bandeiras nesta quarta-feira (26) se surpreende com um acessório bastante diferente decorando a obra de Victor Brecheret. Os fones de ouvido foram colocados na estátua como uma forma de lembrar a população sobre os riscos da poluição sonora.

"Ao longo dos anos, o ruído pode provocar derrame, infarto, pode até matar. O problema é a dose. Na OMS [Organização Mundial da Saúde] tem muitos estudos sobre isso. Não é a toa que a poluição sonora passou a poluição da água e já é o segundo pior tipo de poluição ambiental, perde só para a poluição do ar", afirma Marcos Holtz, coordenador do comitê acústica ambiental da ProAcústica, uma das organizadoras da ação.

O fone no Monumento às Bandeiras é apenas uma das ações que acontecem nesta quarta na capital paulista por conta do Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído. A obra deve ser iluminada com luz amarela –tema do evento deste ano–, assim como o prédio da Assembleia, e será feito um minuto de silêncio no parque Ibirapuera, às 14h25.

Além da ProAcústica (Associação Brasileira para Qualidade Acústica), o evento é uma iniciativa da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e da Umapaz (Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz). Deve haver ainda palestras e debates na sede da universidade e uma passeata na região do Ibirapuera.

Na Europa, o ruído ambiental é apontado como causa de pelo menos 10 mil mortes prematuras, mais de 900 mil casos de hipertensão e 43 mil internações hospitalares em 2014, segundo estimativa da Agência Europeia do Meio Ambiente (EEA). Não há levantamentos semelhantes no Brasil.

PSIU

Na semana passada, a gestão João Doria (PSDB) publicou dois decretos para reforçar as ações do Psiu (Programa de Silêncio Urbano), que fiscaliza bares e restaurantes depois da 1h –o barulho excessivo depois desse horário pode render multa de até R$ 30 mil. O total de fiscais nessa função deve saltar dos atuais 13 para 232.

Apesar de achar a medida importante, Holtz aponta que os ruídos provenientes de estabelecimentos são os mais fáceis de resolver, dependendo apenas de uma fiscalização mais eficaz. O problema é mais complicado quando se trata do som emitido por aeroportos, pelo metrô, pelos ônibus.

Para esses casos, ele aponta a importância do Mapa de Ruído Urbano, que foi criado no ano passado, na gestão Fernando Haddad (PT), e deverá ser concluído em até sete anos. "O mapa vai buscar um diagnóstico da cidade. Vai mostrando o valor sonoro e os locais da cidade onde há mais exposição. Nos locais com maior ruído tem maior deterioração da saúde."

"A partir dele, vêm as ações, que podem ser controle de pousos e decolagens, troca de asfalto, barreira acústica, limitação de transporte de explosão em áreas centrais. É preciso mexer com uso e ocupação do solo. Se tem zona barulhenta, não vamos colocar uma zona residencial ao lado, colocamos uma zona mista antes", conclui Holtz.



Veja também

O Monumento às Bandeiras ganhou fones de ouvido num alerta ao problema grave do barulho em São Paulo

O Monumento às Bandeiras ganhou fones de ouvido num alerta ao problema grave do barulho em São Paulo

No Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído o Monumento às Bandeiras ganhou fones de ouvido para o problema grave do barulho aqui na capital

Inad desperta São Paulo para o incômodo do barulho

Inad desperta São Paulo para o incômodo do barulho

O dia da conscientização sobre os graves problemas da poluição sonora, este ano, trouxe uma veia bem humorada. A famosa escultura de Victor Brecheret, o Monumento às Bandeiras, no Parque do Ibirapuera, amanheceu com fones auriculares de proteção para lembrar que a sociedade civil busca soluções de combate às diversas formas de perturbação acústica sem abrir mão da leveza. O secretário do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, Gilberto Natalini, colocou a poluição sonora – que ele chamou de sexta modalidade da poluição, ao lado da poluição da água, ar, solo, visual e climática – na pauta da política pública do município. “Vamos treinar nossas equipes para trabalhar no combate a esse problema. E isso tem que estar na pauta do prefeito e das outras secretarias”.

ProAcústica lança vídeo sobre ações da entidade com enfoque no combate à poluição sonora

ProAcústica lança vídeo sobre ações da entidade com enfoque no combate à poluição sonora

Com uma linguagem moderna e impactante a Associação Brasileira para a Qualidade Acústica, a ProAcústica, lança um vídeo que ultrapassa as barreiras institucionais e pode servir como fonte de inspiração para pessoas que buscam realizar atividades transformadoras na sociedade.

Notícias

Multas por barulho do programa Psiu despencam no início da gestão Doria

O prefeito João Dória (PSDB) mandou um recado enfático no começo de fevereiro, ao participar de uma blitz da lei do barulho, que lacrou um bar no Tatuapé (zona leste de São Paulo): "Isto a partir de agora serve de alerta para os donos de estabelecimentos. A lei do Psiu agora volta, e volta para valer".


A paz em meio ao barulho na vizinhança

Isolamento acústico nas paredes, janelas e chão são algumas das soluções para conviver com o caos contínuo


Agenda