Patrocinadores

  • Harmonia
  • OWA Brasil
  • AtenuaSom
Vídeo Insitucional ProAcústica
Assista ao documentário do INAD SP 2017
Torne-se uma empresa associada!
Documentário Amorim Lima

Afiliações

  • ProAcústica - Afiliado ABNT
  • ProAcústica - Afiliado FIA - Federação Iberoamericana de Acústica
  • IIAV - International Institute of Acoustics and Vibration
  • I-INCE International Institute of Noise Control Engineering

Escola pública estadual no Rio de Janeiro, com tratamento acústico, recebe LEED Schools

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

No Brasil, a Erich Walter Heine, primeira escola pública a receber a certificação de sustentabilidade LEED, tem como um dos requisitos fundamentais o conforto acústico.

A Escola Estadual Erich Walter Heine, situada em Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro, é a primeira da América Latina a receber o certificado LEED Schools, do Green Building Council. Construída pela ThyssenKrupp CSA, por meio de uma PPP com o Governo do Estado e a prefeitura do Rio de Janeiro, a unidade passou por uma série de inspeções do LEED, depois da inauguração em maio de 2011, que atestaram a eficácia das mais de 50 medidas de sustentabilidade adotadas, entre elas o conforto acústico e a redução em até 40% do consumo de energia.

Com investimento de R$ 16 milhões, a obra contou com o uso de materiais sustentáveis, utilização de lâmpadas LED, coleta seletiva de lixo, sistema de aproveitamento de água da chuva e espaço de reciclagem e gestão dos resíduos da obra. O ecotelhado, além de servir para aulas ao ar livre, conta com uma vegetação especial que diminui a absorção de calor e de ruídos e retém a água da chuva. O escritório de arquitetura Arktectus foi o responsável pelo projeto, que desde o desenvolvimento à execução da obra, adotou várias soluções para atender aos requisitos da certificação LEED, desde a implantação no terreno, até os amplos vãos para a circulação de ar.

Projeto CE Erich Walter Heine. Pavimento da Cobertura
Projeto CE Erich Walter Heine. Pavimento da Cobertura
A última laje foi impermeabilizada com manta e emulsão à base de água, coberta pelo Ecotelhado, cuja composição é a aplicação de duas mantas plásticas recicladas, suporte emborrachado, substrato orgânico e vegetação

 

Detalhe do Ecotelhado instalado
Detalhe do Ecotelhado instalado
  Coletores solares para aquecimento de chuveiros no vestiário
Coletores solares para aquecimento de chuveiros no vestiário

O edifício é dividido em quatro módulos, posicionados sobre o terreno em forma de catavento, com pátio interno no centro, o que permite a ventilação natural entre os ambientes, promovendo a circulação de ar interna com exaustão por meio de uma claraboia. Para o maior aproveitamento da luz natural, os corredores estão voltados para o pátio.

Implantação - Projeto da Escola Erich Walter HeineImplantação - Projeto da Escola Erich Walter Heine

 

Perspectiva do Projeto da Escola Erich Walter HeinePerspectiva do Projeto da Escola Erich Walter Heine

Segundo a arquiteta Maria José de Mello, sócia diretora da Arktectus, no caso de escolas os ambientes isolados acusticamente são mais importantes do que se imagina, principalmente para o trabalho do professor e dos alunos. “A qualidade de vida e as tarefas dos professores são afetadas pela questão acústica, que sofrem constantemente com calos vocais, por forçarem a voz para serem ouvidos. Já para os alunos, um bom projeto acústico, além de aumentar a concentração, acaba facilitando o bom entendimento das matérias e, ainda, os educam a falar mais baixo, permitindo conforto ao ouvir”, explica.

Outro problema nas escolas é o ruído externo, que acaba disputando com o barulho que naturalmente acontece dentro das salas. “Por isso, além do desconforto auditivo, os profissionais da área sofrem problemas de saúde. Como trabalhei muito com projetos de escolas, para as secretarias de educação do estado e de municípios, vi muito professor ficar de licença médica”, destaca Maria José. Mas este não é o caso da Erich Walter Heine, pois a escola está implantada no centro de um conjunto habitacional, com pouco comércio local e baixo nível de ruído, principalmente porque os transportes públicos passam numa via a aproximadamente 500 m de distância.

 

Tratamento acústico

O caso da Escola Estadual Erich Walter Heine é bastante especial do ponto de vista da acústica. Para Maria José, infelizmente, nas escolas em geral essa realidade fica muito distante, pois não há uma conscientização a respeito do tratamento acústico. Segundo a arquiteta, nesse caso, além dos aspectos de sustentabilidade, o LEED Schools V 3.0 tem um pré-requisito obrigatório para escolas, que é o tratamento acústico. “Sabemos que onde há 20 ou mais crianças/pessoas, que podem falar ao mesmo tempo, esse tratamento promove qualidade e conforto acústico, facilitando o ensino”.

A falta de ambientes acusticamente tratados nas escolas gera ainda problemas de inteligibilidade e falta de concentração dos alunos. Por isso, os principais pontos a serem considerados num projeto de acústica para escolas são os pisos, paredes e tetos, com cálculo e aferimento do volume máximo em decibéis. “Na Erich Walter Heine, as salas não puderam ultrapassar os 45 dB, recomendados pela norma brasileira para escolas. Com isso, tivemos de dobrar as espessuras das paredes externas, aumentar a dos vidros laminados e dar uma atenção especial às esquadrias com isolamento acústico. O forro mineral escolhido foi o que apresentou melhor performance acústica. O piso monolítico sem encaixes e as portas mais espessas contribuíram para o isolamento acústico”, destaca.

Maria José lembra ainda que o projeto de instalações e climatização teve de ser adaptado, a fim de reduzir ruídos. “Substituímos o ar condicionado de parede e especificamos os do tipo Split, com troca de ar por meio de ventilação mecânica dutada. As casas de máquinas receberam piso emborrachado para absorver a vibração dos aparelhos de exaustão mecânica. E os condensadores foram apoiados na camada de telhado verde, o que também contribuiu para absorção de ruído”, explica.

No telhado verde, que por si só tem papel de isolante termoacústico, foi utilizado o sistema modular alveolar do tipo galocha em EVA.  A cobertura é um pavimento útil, com aulas ao ar livre e visitação aberta ao público.

Escola Erich Walter HeineEscola Erich Walter Heine

 

Iniciativas promissoras

Para se ter uma ideia do tamanho do problema relacionado à acústica nas escolas, a arquiteta afirma que, em 2010, foram distribuídos microfones e caixas de som para os professores estaduais. “No entanto, algumas iniciativas promissoras começam a se disseminar. Nas escolas municipais do Rio de Janeiro, há informação de que as novas unidades estão sendo construídas com o tratamento acústico. Em São Paulo, o Fundação de Desenvolvimento da Educação (FDE), ligada a Secretaria Estadual de Educação, propôs o tratamento acústico de unidades, com utilização de materiais como placas de forro mineral, na execução de obras de adequação e ‘retrofit’ , como parte integrante em seus cadernos técnicos, visando ações de sustentabilidade nas escolas públicas”.

Segundo ela, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia federal, responsável pela execução de políticas educacionais do Ministério da Educação, também vem priorizando a sustentabilidade, que inclui o conforto acústico como parte importante na construção de novas creches e escolas de primeiro grau pelo país.

Maria José descreve ainda os bons resultados dos alunos da escola. Além de o projeto ter sido considerado pioneiro, recebeu vários prêmios individuais e coletivos. “Logo no primeiro ano, cinco alunos da Heine foram os primeiros colocados em um concurso nacional, que escolheu os seis melhores projetos acadêmicos sobre leis ambientais. Em 2011, outro aluno recebeu a primeira medalha de ouro de uma escola pública na Olimpíada de Matemática”, observa a arquiteta.

Veja também

O Monumento às Bandeiras ganhou fones de ouvido num alerta ao problema grave do barulho em São Paulo

O Monumento às Bandeiras ganhou fones de ouvido num alerta ao problema grave do barulho em São Paulo

No Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído o Monumento às Bandeiras ganhou fones de ouvido para o problema grave do barulho aqui na capital

Inad desperta São Paulo para o incômodo do barulho

Inad desperta São Paulo para o incômodo do barulho

O dia da conscientização sobre os graves problemas da poluição sonora, este ano, trouxe uma veia bem humorada. A famosa escultura de Victor Brecheret, o Monumento às Bandeiras, no Parque do Ibirapuera, amanheceu com fones auriculares de proteção para lembrar que a sociedade civil busca soluções de combate às diversas formas de perturbação acústica sem abrir mão da leveza. O secretário do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, Gilberto Natalini, colocou a poluição sonora – que ele chamou de sexta modalidade da poluição, ao lado da poluição da água, ar, solo, visual e climática – na pauta da política pública do município. “Vamos treinar nossas equipes para trabalhar no combate a esse problema. E isso tem que estar na pauta do prefeito e das outras secretarias”.

ProAcústica lança vídeo sobre ações da entidade com enfoque no combate à poluição sonora

ProAcústica lança vídeo sobre ações da entidade com enfoque no combate à poluição sonora

Com uma linguagem moderna e impactante a Associação Brasileira para a Qualidade Acústica, a ProAcústica, lança um vídeo que ultrapassa as barreiras institucionais e pode servir como fonte de inspiração para pessoas que buscam realizar atividades transformadoras na sociedade.

Notícias

Multas por barulho do programa Psiu despencam no início da gestão Doria

O prefeito João Dória (PSDB) mandou um recado enfático no começo de fevereiro, ao participar de uma blitz da lei do barulho, que lacrou um bar no Tatuapé (zona leste de São Paulo): "Isto a partir de agora serve de alerta para os donos de estabelecimentos. A lei do Psiu agora volta, e volta para valer".


A paz em meio ao barulho na vizinhança

Isolamento acústico nas paredes, janelas e chão são algumas das soluções para conviver com o caos contínuo


Agenda


Acesso à conteúdos exclusivos

Digite seu e-mail no campo abaixo. Se possuir cadastro o acesso será liberado. Caso contrário preencha seus dados gratuitamente para ter acesso a este e demais conteúdos do site.